Conversa com Daniel Munduruku

Como parte do projeto interdisciplinar de estudo e valorização da cultura indígena, nomeado “Nheengatu”, os alunos do 7º ano do Ensino Fundamental II tiveram a oportunidade de conversar com o escritor, ganhador do Prêmio Jabuti, Daniel Munduruku. Neste projeto, estão sendo trabalhados os seguintes recortes temáticos: demarcação de terras, aspectos da cultura indígena de aldeias de São Paulo, patrimônio material e imaterial, arte indígena e outros recortes. O objetivo do trabalho é proporcionar aos alunos a valorização do patrimônio cultural e intelectual indígena brasileiro, por meio de vivências, estudo de suas expressões estéticas, histórias e cosmologias, assim como a noção da questão indígena contemporânea.

Após a visita à Aldeia Indígena Krukutu, localizada em Parelheiros, e levantamento de questões de interesse de nossos alunos, as turmas receberam Daniel Munduruku para uma conversa sensível e muito importante. Daniel compartilhou palavras, costumes e visões de mundo de seu povo e provocou nas crianças reflexões sobre a questão indígena no Brasil.

No encontro, Daniel usou das palavras e seus significados na língua Munduruku, para esclarecer as vivências dos povos indígenas, suas relações com a natureza e tradições orais. Seu avó, personagem de muitas narrativas do escritor, foi mencionado para marcar um momento na vida de Daniel de re-conexão com sua herança indígena. Daniel compartilhou sua trajetória de escritor, filósofo, doutor em Educação pela Universidade de São Paulo e pós-doutor em Linguística pela Universidade Federal de São Carlos, e também a de juventude e pertencimento. Estas experiências aproximaram os alunos do 7º ano da realidade dos povos originários no Brasil, trazendo discussões muito relevantes como a gestão política da FUNAI, nomenclaturas errôneas e preconceituosas que são utilizadas comumente (como “índio”ou “tribo”) e valorização e respeito à cultura indígena no país.

2018-09-29T09:49:22+00:00

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of